Estamos lançando mais um livro: Métricas Ágeis, do nosso consultor Raphael Albino

Aqui na Plataformatec, temos a cultura de compartilhamento de conhecimento muito forte. Faz parte do nosso DNA. Depois de um tempo, entendemos que essa característica da nossa cultura está por trás do que nos move desde o começo da empresa: fazer software de qualidade, que traz resultado… e ajudar os outros a fazer o mesmo.

Ao longo dos mais de 8 anos de vida da nossa empresa, nosso time já compartilhou muito conhecimento:

  • mais de 250 blog posts
  • dezenas de palestras
  • 4 livros (2 no Brasil, 2 nos EUA)

Este post é para falar do mais novo livro que um membro do nosso time está lançando: Métricas Ágeis, do Raphael Albino.

Livro: Métricas Ágeis

www.casadocodigo.com.br/products/livro-metricas-ageis

Mas antes de falar do livro em si, vamos entender um pouco dos panos de fundo por trás do livro.

Primeiro, um pouco de contexto

Na Plataformatec, nós gostamos de uma frase de efeito que os US Marine Corps utilizam:

“Improvise, Adapt and Overcome”

Especialmente das últimas duas palavras: se adaptar e superar. Por que digo isso? Pois acreditamos que o processo de melhoria contínua em um projeto segue esse mantra. Nós não temos a ingenuidade de que, para melhorar um processo, basta apenas implementar uma caixa preta de metodologias. Nós respondemos a quase todas as perguntas com “depende”. Depende do seu contexto, ambiente, pessoas, economia, estratégia. Tudo, em termos de gerenciamento de projetos de software, depende.

E é aí que muitas empresas se perdem. Decidem implementar Scrum, Kanban, XP ou outra metodologia e acreditam que todos os seus problemas estarão solucionados… não é bem assim. Você precisa analisar como está seu processo para que consiga entender quais práticas, ou conjunto de práticas, seu time está preparado para aderir e, a partir de então, fazer pequenos ajustes rumo a um processo melhor (a famosa melhoria contínua). Com isso em mente, nós aderimos a uma filosofia parecida com a descrita acima:

“Analise, se adapte e supere”

E como fazemos isso? Bom, uma das maneiras é através de métricas de processo. Nós coletamos uma série de métricas de processo assim que entramos em um cliente. Não chegamos mudando as coisas, chegamos analisando. Assim que temos as métricas em mãos, as lemos, analisamos e mudamos os pontos necessários para melhorar o processo pouco a pouco de maneira sustentável. E essa é a palavra chave de uma melhoria de processo. Ela precissa ser sustentável, ou seja, não pode incomodar demais a entropia do time, senão tudo se perde.

Por que um livro de métricas ágeis?

Pode parecer difícil e complicado esse processo de coleta de métricas, análise, adaptação e superação. Nós tratamos desse assunto no nosso blog, mas, se quiser realmente “beber da fonte” de tudo isso – saber de onde as métricas vieram, como coletar, ler e, principalmente, como melhorá-las – eu indico o novo livro do Albino.

Não é jabá. É fato. Na minha opinião, é o livro que melhor explica as métricas de processo, todos os tipos de leitura de gráficos e a melhor maneira de utilizar esses dados. Aliás, este é o maior valor do livro. É muito fácil você começar a coletar métricas… Mas isso não traz resultados se você não souber utilizar os dados que você coletou!

Albino aborda no livro toda a parte processual, matemática e heurística que os métodos trazem, sem nunca deixar de lado o valor de negócio atrelado. Resumindo, o livro não trata de “métricas por métricas”… trata de métricas para obter os melhores resultados possíveis no seu negócio. Entre os assuntos abordados estão o Throughput, Lead Time, Simulação de Monte Carlo, Eficiência de Fluxo e muito mais.

Então, se quiser entender melhor como nós fazemos para ter sucesso com nossos clientes e a metodologia por trás das nossas ações, não esqueçam de comprar o livro do Albino, acompanhar os novos blog posts e se cadastrar na nossa newsletter de ágil.


Métricas para Projetos Agile em 7 e-mails
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Comments are closed.